31.1.04

aí ó, novo mouse para os rapazes (e as meninas que gostam da mesma fruta)...
não são entrado nas lojas...

30.1.04

alinebaracho@hotmail.com diz:
tu caiu ou saiu?
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
mudei de computador, eh que to no trabalho
aline diz:
ou descobriu q tu não é tu e q o tu q não é tu não conhece eu q axo q não sou eu, e saiu fora?
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
naum naum, acho que eu naum acho que tu achou que eu era o tu que podia ser tu ou eu ou... nós
aline diz:
kkkk peraí... deixa eu analisar
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
NAUM FAÇA ISSO, se vc analisar, deixarei de ser eu
aline diz:
caralhooooo
aline diz:
num entendi nada
aline diz:
kkkkkk
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
consequentemente, tu deixaras de ser tu, e por isso nunca seremos nos
aline diz:
o papo ta ficando sério
aline diz:
issso é mesmo
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:

POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
legal neh
aline diz:
mas eu axo q o eu q não sei se sou eu, pode tentar entender o tu q não sei se é tu
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
pode ser que sim
aline diz:
sem deixarmos de ser nós
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
pode ser que não
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
mas esclarecer os fatos
aline diz:
não, não
aline diz:
nada de esclarecer muito claro
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
eu sou eu, mesmo que uma dia o eu de antes nao seja igual ao eu de agora
aline diz:
não
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
analise a frase...
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
eu sou eu
aline diz:
então o seu eu de depois já vai ser outro eu
aline diz:
ou melhor
aline diz:
outro tu
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
pode ser que sim, mas usando o verbo ser no presente é mesmo que eu (de agora) = eu (tb de agora), e os dois eus de agora, não podem ser diferentes um do outro
aline diz:
mas peraí
aline diz:

aline diz:
só q o eu q vc falou... já não será mais o mesmo eu (eu+a vc, pessoa e não verbo)
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
entenda o seguinte, o eu de agora que eu tinha falado antes, pode ser diferente do eu de agora que fala agora, pois o primeiro eu estah agora no passado, e este eu de agora esta no futuro desse passado do primeiro eu
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
tenho que ir
aline diz:
sacou?
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
muito boooooooooooooooommmm
aline diz:
oxe
aline diz:
surtou foi?
aline diz:
isso aí é do meu eu
aline diz:
não pode ser reproduzido por qualquer tu
aline diz:
muito menos por um tu q nem sei se é tu mesmo
aline diz:
com essa converssa eu lembrei de um dia q estavamos no bar do beto e começamos a conversar um nada a ver q acabou sendo a maior discussão,. lembra?
POETA << http://www.donamaria.art.br >> diz:
acho que a hipotese de teu eu ter se confundido ante o meu eu, pode ser verdadeira, ou senaum lembrarias que a memorias do meu eu eh falha como a de um peixe

A mensagem a seguir não pôde ser entregue a todos os destinatários:
acho que a hipotese de teu eu ter se confundido ante o meu eu, ...

Sei lá, acho que o reflexo do espelho é que deve ser perigoso. Sei que não devia ter agido daquela forma, sou bem consciente disso. Assim como sei que se algo deve ser resolvido, tem que ser resolvido pelos reponsáveis e não por coadjuvantes. Simples.

27.1.04

"Ele cobrou a falta, o juíz mostrou o cartão amarelo, ele sorriu, passou a mão no cabelo, caiu e morreu"
Essa foi a frase usada pela colega de trabalho aqui do meu lado...

A outra já implementou:
"O filho do vizinho do cunhado de minha tia-avó (acho que não era isso tudo) também estava jogando bola, caiu e morreu"

E assim foram os comentários, o cara dos Camarões, o vizinho, esse outro aí, e outro que falaram que eu não lembro o caso.

Minha teoria:
Os marcianos estão montando um time intergaláctico e já começaram a convoção no Planeta Bola. (Arf, que tosco).

... e o prologamento do diálogo:
"Uma vez eu estava fazendo caminha e encontrei um senhora que disse que a filha quando foi casar o noivo morreu um dia antes do casamento, depois a mãe separou e quando casou denovo, o marido conversava com ela na calçada, caiu e morreu"

"E o cara que ia fazer o casamento em casa, convidou todo mundo e morreu dormindo, os convidados do casamento desavisados já chegaram pro velório"

Incrível o teor da conversa quando dá perto da hora do almoço...
Como diria o Nerso da Capitinga:
- Morrêu!
- Morreu de quê?
- De Vinhum Branco. Vinhum Carro na rua e quanse mata ele.
- Sim, mas o carro não pegou ele.
- Mas é que depois vinhum branco.

Tosco, lembro do Djeck bêbado a tempaços atrás...

- Morreu!
- Morreu de quê?
- De Sinozite. O Sino foi, veio caiu e zite.

Quem conta ponto, não ganha conto, ou qualquer coisa semelhante.

Porta de Entrada

As escrituras deverão ser re-lidas, re-vistas e autorizadas pelo fundo mais profundo do âmago. Não consiste em passarinhos que voam e alimentam-se à bicadas no centro da praça central. Trata-se apenas de autoritarismo, pessoal. Não, não, não aceitarei remelentos e sujos biscates, quero ser livre ou quem sabe livro? Estou cansado de boiar, enjoado de comer restos orgânicos e digamos um pouco enojado com as coisas que vejo aqui dentro. Se vocês soubessem como fede aqui. E além de feder, tenho que aguentar quase um ano aqui, a espera, a espera da luz!! Thomas Edison deve ser feliz! O único a dar a luz. Quanto reconhecimento, e eu que corri muito, venci entre milhões possíveis "eu" (eu merecia ser um BBB?). Nove meses, renovado, cresci e estou aqui, prestes a conhecer a luz, esperei tanto por este momento. Na comunidade de velocistas de onde vim, lendas e contos era o que houvia sobre a grande luz. E agora, aqui, o grande momento. Estou saíndo, estou saíndo, vou conhecer a luz. Barulho, novas sensações, mas cadê, onde está ela, me apresentem a luz...



Felipe nunca conheceu a tal luz, nasceu cego.

26.1.04

Não sei bem o que é, mas quando essa pág. entra na porra do "biscoito", mesmo que post-se algo, a porra num aparece, ...

qualquer coisa, clica alí em cima .. .. ..

Caralho, que divertivo...

o cara do memórias de um cheira cola quis saber a quanto tempo este memorável existe e fui dá um saque no início de tudo para saber, muita merda reler aquelas porcarias todas...

eis quando a Cogumelos deu uma canja no aniversário de 10 Anos da Mancha Azul...

"o que está desligado do mundo finalmente? Meus desejos carnais ainda me consomem como um vício, um crivo (as catacumbas estão mexendo, balançam os esqueletos), ontem tive o grande privilégio de fazer uma social na festinha de 10 ANOS da MANCHA AZUL, clima totalmente tosqueira-fuleragem-total, foi um quebra tudo e gritos em coros de pancadaria in / consciente e consistente, muitos daqueles malaquias encontrados como gatos miados e calados em uma minoria em shows alternativos, juntos em um só propósito ainda não capitados pela minha finita capacidade intelectual falível.
De volta a meus aposentos transcendentais, a necessidade me consome, EU ESTOU NO MEIO DE VÓS.

postado por: Norkoroa 4:27 PM


como minha mãe sempre dizia:
-ESSA PORRA DESSA TELEMERDA!!!
filhos das putas comedores de dinheiro, pensam que são os bambambans das telecomunicações, só pq. colocam gostosonas que fazem novelas que são clones de outras novelas, para fazerem propagandas ridículas e enganosas.
esses preconceituosos tiveram a audácia de me deixar o fim de semana inteiro sem conexão, eu tive que tomar um táxi pro mundo real, para ir na casa de um conhecido, para postar algo, que nem foi interessante, só para que meu vício fosse ferido, mas não mutilado, como faço agora, além de que agora, não tem nem mais graça, já se foram todas as idéias dramatico-etílicas imagináveis, sinto-me um poço sem fundo furado.
mandaram um office-boy fazer serviço de homem para resolver o meu problema, mas nada de solução, conheço os meus direitos, é por isso que mando aquele filho de chocadeira menstruada ir tomar no olho da coacla, ora quem já se viu, desacatar tão brutalmente um consumidor assíduo, quase que eu ía falar com o gerente, mas os caras chamaram um outro forte candidato a NYNGÈN (ler-se nínguem, puxando sotaque americanizado) que nas aulas de estações de telefônia convencional estava presente de corpo e mente, em vez de estar pensando na hora do almoço para poder ir tomar uma cervejinha com caldinho de peixe lá no buraco da Andréa, perto do cefet-al (quase subindo a ladeira da Catedral) como aquele inquilino do inferno que venho no domingo.

postado por: Norkoroa 4:24 PM "

Acho que eu não devia fazer isso, mas...

25.1.04

Recomendo...

Para quem descobriu que não podem mais fazer blogs pela Globo.com, uma outra alternativa é o UOL Blog, fiz uns testes e para os leigos em internet, é super fácil e intuitivo, legal, eu acho...

saquem só

Ossos do Ofício

24.1.04

E quando eu acordei, decobri que a lembrança que eu achava ter de meus pais, tinha sido apenas um sonho e que ao abrir a porta do quarto, tinha certeza que econtraria milhares de caranguejeiras amontoadas umas em cima das outras pelos corredores azulejados de minha humilda residência.

Foda-se os porquinhos da branca de neve... (ou seriam anões).

23.1.04

De antemão, gostaria de agradecer ao grafiteiro d'O Rappa (eu nem sei o nome dele), pois esses inalantes de lírio todos que vocês estão vendo aí, é uma arte do cara, o Lucas me deu na cara dura e disse que eu podia usar.

Falou, e tô querendo ver o novo trabalho do Yuka, tô sabendo os caras nem tem nada gravado e já vão tocar no Abril Pro Rock e já tão com uma turnê fechada na Europa, isso é que é ser bom no que faz, abraço Yuka...

21.1.04

Pois é num é?

Pq. é que aquele palhacinho do cartaz aí embaixo é o único a ficar olhando pra dentro de sim mesmo? Egoísta!
Pronto, acho que tá pronto, vou boiar na cama agora, mas porra, ainda tenho que tomar um banho...
Quer saber? Foda-se... Vou dormir, tem trampo logo cedo, mês que vem tem férias, num sei se vendo, acho que vou vender, depois pinoto de lá, sei lá... preciso relaxar um pouco (mais um pouco).

Quem quiser viajar um pouco, desse até lá embaixo, mas desse mesmo, tudo...
Aê DasLuzes, valeu pelo desenho, mas valeu mesmo, eu num disse que ia usá-lo pô, ó aí...

agora fique extremamente puto.



quando estou, não vão, quando vou, eles estão.

GRRRRR.

Se Bob Marley tivesse tendências homossexuais, o que ele seria??

um pederastah



bah, trocadilho infame, elaborado em algum momento no espaço, sem definição de hora, dia e cor.

põe meu .gif devolta!

Quão longe são os campos?

Não há graça alguma no que poderá ser. Lamentos e lembranças. No curto corredor entre o ócio e a solidão, a felicidade estava no que foi. Trata-se sempre disso, o evento e a memória, e as vezes no que podia ter sido. Agora, os fatos, solidão. Não existe o diálogo no monólogo. Dois mais dois, lógico, quatro. A memória ressoa nos vastos campos da mente. Os impulsos são de retorno. Inquietude somado ao silêncio, silêncio até que barulhento ecoando nos jardins da idéia. Três vezes três, é é...é muito! Tempestade de vácuo. Passado amado, bocejos de presente. Encontrei um novo amigo, sempre ganho dele no xadrez. Ops, as apresentações, mais novo amigo, "eu". As longas discussões não existem mais, "eu" pensa sempre igual a mim. Os diálogos resumem-se a opinião que é o ponto de partida, e um reluzente monossílabo "sim!". Os ombros pesam. Recolhem-se as lástimas e os desejos. Deus não pode me acudir, não com sua inexistência. Atamo-nos aos fatos, vazio. Vazio. Humm. Deve ser fome. Vou comer, uma nova consciência.

19.1.04

O Segredo da Mulher Barbada
(Resposta à Adriana Calcanho ao Tema)

Ela não sonha
Simplesmente
Ela não se lembra
Que após o outro
Vem um dia
E se me amedronta
Pois não mais se arrisca
Mesmo sem ter
Mais nada a perder
A mulher barbada

É sem máscara
Que se veste palhaça
E nem mesmo a dor
Tirá-lhe a tinta
Pula e borda
Bota e Tira
Pinta as calçadas
Mesmo sem ter
Mais nada a perder
A mulher barbada

14.1.04

nunca pensei que o ócio me levaria a ler Jorge Amado, Zelia Gattai e Agatha Christie. bah

bom, mas Jubiabá é uma boa leitura, recomendo.

e Anarquistas, Graças a Deus da Zelia, é meia boca, uma boa história, real acontecida no inicio do século passado.

enquanto no ócio, lerei todos os livros que estão ali, empoeirados, jogados na estante. Ah, quanto a Agatha, ela seria uma boa assassina, ou qualquer cargo relacionados aos criminosos.

Se não fosse cômico... poderíamos classificar como sofrível.

Veja só o que os vestibulandos foram capazes de escrever na prova de redação da UNIVERSIDADE ANHEMBI-MORUMBI, dado o tema "A TV forma, informa ou deforma?" ...A seleção foi feita pelo professor José Roberto Mathas.

1. A TV possui um grau elevadíssimo de informações que nos enriquece de uma maneira pobre, pois se tornamos uns viciados deste veículo de comunicação.

2. A TV no entanto é um consumo que devemos consumir para nossa formação, informação e deformação. ( fantástica!!!!!!)

3. A TV se estiver ligada pode formar uma série de imagens, já desligada não..( uma frase sobrenatural...)

4. A TV deforma não só os sofás por motivo da pessoa ficar bastante tempo intertida (D+) como também as vista...( sem comentários...)

5. A televisão passa para as pessoas que a vida é um conto de fábulas e com isso fabrica muitas cabeças... ( como é?????????? Conto de fábulas, ou ele quria dizer conto de fadas??? Eu hem )

6. Sempre ou quase sempre a TV está mais perto de nosco.. . fazendo com que o telespectador solte o seu lado obscuro...(essa é imbatível)

7. A TV deforma a coluna, os músculos e o organismo em geral.

8. A televisão é um meio de comunicação, audição e porque não dizer de locomoção. (quemmmmmm?)

9. A TV é o oxigênio que forma nossas idéias. (Sem ela iriamos morrer todos sufocados!!!)

10. ... por isso é que podemos dizer que esse meio de transporte é capaz de informar e deformar os homens...

11. A TV ezerce (aiiiiiiiiiiii... é burro!) poder, levando informações diárias e porque não dizer horárias. (esse é humorista, além de tudo)

12. E Nós estamos nos diluindo a cada dia e não se pode dizer que a TV não tem nada a ver com isso... ( hein???????? Quer dizer que vamos sumir???)

13. A televisão leva fatos a trilhares de pessoas...

14. A TV acomoda aos teles inspectadores...(kkkkk... outro burrinho na Universidade. Onde fica mesmo essa Universidade? Pois quero manter distância dela.)

15. A informação fornecida pela TV é pacífica de falhas..

16. A televisão pode ser definida como uma faca de trez gumes. Ela tanto pode formar, como informar, como deformar (sensacional!!!!! São alunos do primário???)

11.1.04

concluo.


em breve.


A única vantagem em morar sozinho, é poder cagar de porta aberta

7.1.04

não muito tempo atrás, agora inconstante

Tenho saudades, já contei. Mas das coisas que mais ando sentindo falta, são dos diálogos constantes, efervescidos na casa da preguiça, numero 22. Neste 2004 estranho para mim, as roupas não foram lavadas e nem muito menos estendidas, e por incrivel que pareça, prefiro não as estender sozinho. Pois a graça estava na verborragia despejada entre o ilusório varal dos pensamentos e o "malicioso bequinho".


abraços.

Sabe, aprendi nesses últimos anos de minha ainda, existência, quão X-Men são os seres-humanos. Tornam a vida bela perante qualquer situação, ou não. Somos deuses de nós mesmos. Enfermeiros de nossas psicoses. Levanta-te e anda!

Lembranças de um nada

Sentado, ao alcance da vista, o relógio, marca 2:09am, quarta, 7, janeiro. As vias neurais em pleno funcionamento, matutam, como só elas sabem matutar. Angústia. Sobre? O futuro, pois é, aquele que nunca chega, e nunca existe, mas é uma das causas do presente. Passaram-se as festas de "fimdano", a cara continua decara. Planos? Incertos, confusos, e muitos. Problema? Organização, como recomeçar? Qual o princípio, o ovo ou a galinha? Quais os passos? Ahhhh, vou na banca de revistas procurar a cartilha, para maior desespero ela não existe, nunca existiu. Como? Cansei de férias, cansei do ócio e da inércia. Rendo-me! TicTac, 02:15am. Em certo ponto, curioso, estou, isso curioso. Sei que posso planejar, e escolher peças para o recomeço, mas o que me atrái, é a curiosidade do acaso. Isso, os fatos, não planejados, do dia-a-dia, teti-a-teti, que te encaminham a vida, ah adorável vida. Ainda, quarta, 7, janeiro. Ainda, confuso, curioso. Qual o "first-step"? Eu não sei, ninguém sabe, e nunca saberemos. Vou ao vento, aqui e ali. Agora, 02:30am, o olho cansa e o MSN apita. Bah, quem será que me incomoda uma hora dessas? Quarta, 7, janeiro.

6.1.04

Aí todo mundo, como foram de virada de ano?!

A minha foi um merda, mas não entrarei em detalhes, o champanhe ainda está aqui na geladeira e eu ainda não vi o sol nascer, então, não teve virada de ano e eu ainda estou com um pé (quase os dois) em 2003. Planos: raptarei minha namorada, pegarei meu precioso líquido e irei para praia com meu violão, perto das 12:00 da noite de qualquer dia aí, e aí sim, farei minha contagem. Ora bolas.

Para quem reclamou minha ausência, digam que eu estava num retiro espiritual e voltei bronzeadinho da silva, falou.

3.1.04

oh, vou gravar as coisas, mas antes vou ter que adquirir um novo computador quando chegar no Rio.

Agora vou me preparando pra viagem de volta de 30horas dentro de um ônibus. Ou seja, em breve, estarei com a bunda mais do que quadrada.

Ahhh, comprei um novo violão. :)

1.1.04

bahhh

estou vivo, em Pelotas-RS (felizmente não deu a famosa coceirinha anal)

estou com saudades de tudo e de todos.


ah, estou com frio, um frio do cacete (hummm).

beijos para todos, assim que puder postarei, conexão discada não ajuda, agora mesmo não consigo nem visualizar esta merda de blog.