31.10.03

Percepção

Foi, tapa na cara. Da "realidade". Dinheiro, isso, nunca fiz questão por ele, do tipo de morrer por ele.
E foi num momento habitual, rotineiro, que percebi. Ali estava eu, pedindo cigarro a moça, quando abri a carteira para pagar por eles, peguei duas notas verdes de 1 real, olhei para elas e percebi, isso é só papel, apenas papel, nada mais que papel. E durante o longo percurso de alguns segundos, da banca até o habitat, pensei. Isso não é nada, além de papel, talvez ao longe um reconhecimento dos nossos esforços do dia-a-dia. Não, continua sendo nada, um nada preciso por enquanto, mas um nada. E pensar que pessoas estão morrendo por ele, ou pela vontade de te-lo mais e mais. Mundo desgraçado esse que vivemos. Precisamos e produzir, de acordo com nossas vontades instantaneas, nada mais. QUEIMEMOS O PAPEL QUE MATA.

Outra Forma de Ler

Azul Escuro

Escuro
como o chapéu que costumo usar Escuro como a cor do pássaro Azul como um pesadelo Escuro como a cor do mar Azul como a noite, o céu Escuro como do rei, o sangue Azul da absorção da cor Azul como o infinito do universo Escuro como o marinho do oceano Azul como interno ao caixão Escuro como a rara arara Azul da mata Azul do mundo Escuro como o mal Escuro que esconde Azul que se assemelha Escuro que se assemelha Azul que esconde

Azul Escuro

Escuro como o chapéu que costumo usar
Escuro como a cor do pássaro
Azul como um pesadelo
Escuro como a cor do mar
Azul como a noite, o céu
Escuro como do rei, o sangue
Azul da absorção da cor
Azul como o infinito do universo
Escuro como o marinho do oceano
Azul como interno ao caixão
Escuro como a rara arara
Azul da mata
Azul do mundo
Escuro como o mal
Escuro que esconde
Azul que se assemelha
Escuro que se assemelha
Azul que esconde

30.10.03

Super Furry Animals é o que há, tá ligado??

Quem diria que um bando de malucos do País de Gales iria dar um sabor todo especial ao rock britânico dos anos 90... Pois é, estamos falando do Super Furry Animals, banda formada há dez anos na cidade de Cardiff, que começou na música eletrônica e foi pondo junto na batedeira um pouco de psicodelia, um tanto de rock progressivo, guitarras punks, calipso, folk, rap. Falando assim não dá para ter idéia - tem que ouvir, porque eles ainda embalam essa sonzeira toda em deliciosas e irreverentes canções pop.

Os discos são bons, pelo menos os que consegui arrumar hoje pela manhã. Um mixer de um monte de coisa o som desses "moços", que tem presença confirmada no TimFestival

29.10.03

Passado, não tão distante

Não tinha visto isso. Resenha muito boa sobre o Cinema Auditivo.

"As levadas de ritmo certo ressurgem em "Tarja Preta", samba-funk que mais ou menos sintetiza o estilo Wado de soar: NEM samba NEM funk, ali, no meio termo, com um pouco de vocação pra gafieira e outro tanto pra contemplação riponga."

Safety List

Aqui tem ebooks, encontrei alguns de "counter culture" por lá.
Este especializado em Maryjuana, e me interessa muito o livro COOKING WITH GANJA.
Com o google, dá pra achar ebooks do TAZ e do CAOS do Hakim.
Esse, muito útil pra achar qualquer coisas que se queira fazer download.

eis o xiss

Terrorismo Poético

Estranhas danças em saguões de bancos 24 horas. Espetáculos pirotécnicos não-autorizados. "Land-art", "earth-works" como bizarros artefatos alienígenas esparramados em parques do estado. Invada casas, mas ao invés de roubar deixe objetos Poético-Terroristas. Seqüestre alguém e faça-o feliz.

Escolha alguém ao acaso e convença-o de que ele é o herdeiro de uma enorme, inútil e incrível fortuna -- digamos 5000 milhas quadradas na Antártica, ou um velho elefante de circo, ou um orfanato em Bombay, ou uma coleção de ingredientes alquímicos. Mais tarde eles perceberão que por alguns poucos momentos acreditaram em algo extraordinário e talvez sejam levados, como resultado, a buscar algum modo de existência mais intenso.

Coloque placas de metal comemorativas em lugares (públicos ou privados) onde você experimentou uma revelação ou teve uma experiência sexual particularmente satisfatória, etc.

Fique nu por um sinal.

Organize uma greve em sua escola ou local de trabalho tendo por base o fato de que ambos não satisfazem sua necessidade de indolência e beleza espiritual.

Grafitti-art emprestou alguma graça aos feios metrôs e aos rígidos monumentos públicos -- arte-poético-terrorista também pode ser criada para locais públicos: poemas rabiscados em lavatórios de tribunal, pequenos fetiches abandonados em parques e restaurantes, xerox-art sob os limpadores de pára-brisa de carros estacionados, slogans em letras grandes colados em paredes de playgrounds, cartas anônimas enviadas a destinatários aleatórios ou escolhidos (fraude postal), transmissões de rádio piratas, cimento fresco...

A reação da audiência ou o choque estético produzido pelo Terrorismo Poético deve ser pelo menos tão forte quanto a emoção do terror -- repugnância poderosa, excitação sexual, temor supersticioso, súbito arroubo intuitivo, angústia dadaesca -- não importa se o Terrorismo Poético tem por alvo uma ou várias pessoas, não importa se ele é "assinado" ou anônimo: se ele não mudar a vida de alguém (além do artista), ele falha.

Terrorismo Poético é um ato em um Teatro da Crueldade que não tem palco, não tem fileiras de assentos, não tem bilhetes e não tem paredes. A fim de funcionar totalmente, o Terrorismo Poético deve estar categoricamente divorciado de todas as estruturas convencionais de consumo de arte (galerias, publicações, mídias). Até mesmo as táticas de guerrilha Situacionista de teatro de rua talvez estejam muito bem conhecidas e esperadas agora.
Uma esquisita sedução conduzida não apenas pela causa da satisfação mútua, mas também como um ato consciente em uma vida deliberadamente bela -- este o Terrorismo Poético último. O terrorista poético comporta-se como um trapaceiro cujo objetivo não é dinheiro, mas MUDANÇA.

Não faça Terrorismo Poético para outros artistas, faça-o para pessoas que não perceberão (pelo menos por alguns momentos) que o que você fez é arte. Evite categorias artísticas reconhecíveis, evite a política, não fique por perto para debater, não seja sentimental; seja rude, corra riscos, vandalize apenas o que deve ser desfigurado, faça algo de que as crianças se lembrarão por toda a vida -- mas não seja espontâneo a não ser que a Musa do Terrorismo Poético tenha te possuído.

Vista-se. Deixe um nome falso. Seja legendário. O melhor Terrorismo Poético é contra a lei -- mas não seja pego. Arte como crime; crime como arte.


Texto de Hakim Bey, traduzido por este moço e copylefteado por mim.

28.10.03

O Começo Está Próximo





Eis a revolução

Faroeste Bang Bang

Quando eu decidir parar de chorar
Não vale mais se arrepender
Ou melhor que se arrependa
Um dia não irei passar essas noites em claro
E quando este bendito chegar
Feliz que irei erguer meu ego
E verei o mar
Com toda aquela força de meses atrás

Por enquanto vou levando
Até onde posso güentar
Não sei quanto ou até quando

Não escrevo mais
Nem mais uma linha mais
Mesmo porque ninguém vai entender mais
Os gritos sufocados dessa maldita canção
E continuo aqui
Vivo no canto quinto destas paredes

Por enquanto vou güentando
Até onde posso levar
Não sei quanto ou até quando

Preciso parar de fumar urgente, sinto-me cansado, sem voz... mas parece impossível parar de fumar, esses seres humanos com suas confusões emocionais tornam tudo mais difícil. Eu sou assim e não me orgulho por causa disso. E você tenta, tenta, tenta e o que ganha por se preocupar tanto? Foda-se! Esse é meu espaço e nele falo tudo o que penso e quero, sem me preocupar se alguém vai se magoar ou não, somos um só idéia vida de várias mentes perversas e mesmo assim ingênuas, não quero me contradizer, mas talvez forçar uma contradição tua.

Sinto-me apenas cansado e com sono, quero ser feliz, conheço a fórmula e tenho os ingredientes, o que mais está faltando???

Gordinho,

Por favor, estou precisando do Win2kPro!

Em alguns momentos da vida, tudo se torna tão forte que nem os músculos cerebrais mais puros exibem forças para lutar contra as atrocidades de quem se gosta tanto.

27.10.03




digamos que, dispensa comentários...

Crer é muito Fácil...
O Diabo é o mais crente de todos!



No Comments...diria, que isso que é subverter as leis do corpo.

Queria, queria mesmo, que tivesse ficado ali, naquele momento.

Há de vir, mil piruetas e trocentas cambalhotas. Infelizmente, não há o que fazer, até quando já está morta.

H.VIII

Sem conseguir, definições,
não está hábito a negar.
Frustra-se, e sente-se,
imbecil ou idiota, tanto faz.
Apenas por ainda possuir
o desejo, não instituído.
Não formal.
Retiraram-no o poder,
mas que poder? para que?
O poder de apenas sentir.

24.10.03

Gatoranja!!!

23.10.03

NÓS CONSUMIDORES DE INALANTES QUÍMICOS VIRTUAIS, APOIAMOS A CAMPANHA ABOBRA!!




Quem tiver interesse em adquirir as camisetas, me mande um e-mail para gorydf@ig.com.br com:

1- Seu nome e endereço para eu calcular o SEDEX de entrega.
2- Com o seu tamanho P, M, G, GG e a cor de preferência branca, vermelha ou preta.

A malha é ótima, quem mora em Brasília deve conhecer a Kingdown Comics que vende camisetas. É a mesma malha. Pra viabilizar essas camisetas eu preciso de pelo menos 50 interessados para fazer a encomenda, que após a confirmação de depósito bancário será enviada em até 7 dias úteis.

Tá chegando o furação, NOVEMBRO, mês de tormenta, por em dúvida as coisas, e imenso pânico do que há por vir.

22.10.03

Minuto, passa, minuto, passa.
Hora, para, hora, para.
No dia que já faz horas, nem sequer um minuto.
Nem sequer um segundo.
O relógio bate ao quadrado.
Minuto à Minuto.
O ponteiro parece parado.
Segundo à Segundo.
O tempo é espaço.

Contínua....Contínua...

Calado...Calado...

Perca-se, no tic tac...tic e tac...no tic
tac de sua mente e seus afluentes...

Searching on Google "Cheira Cola" +Memórias

woelfins weblog - I) favorit LJ & blogspot

cheiracola O passado...
www.tribunadealagoas.com.br/marcoantonio/cola.htm
http://memoriasdeumcheiracola.blig.ig.com.br/
Beira Mar

20.10.03

Sinto que pressinto, tudo que não sinto.

Pe(rerê)rólas de P(arará)raxe

1: eu tava chapado, com o baseado
1: pererê parará
2: quando der a hora, vou embora
2: perere parara
2: para casa botar o boró, para todo mundo ficar melhor
2: perere parara
2: e
2: perere parara
1: e eu como sou teu amigo, vou fumar contigo
1: perere parara


Forças Centrípedas,
Moinhos Externos.

Literalmente: Singing in rain

18.10.03

De repente eu havia notado que nunca havia dado tanto valor àquele simples momento, ele estava ali, tocando como sempre faz quase todas as noites e aquele som estava muito agradável, acontecia uma certa harmonia, minha, acho, com o ambiente.

Precisava muito sair um pouco de mim mesmo, mas o que anda acontecendo realmente é que toda vez que saiu de mim, viro expectador de minha própria rotina, com meus próprios olhos, como aquele filme, “Quero ser John Malkovich”, só que o portal que eu atravessa acaba me levando para dentro de mim mesmo, sem aquilo de existir vários “eus” como expõe o filme.

Quando ainda encontrava-me no início do efeito entorpecente, lembre daquele outro filme, “Walking Life”, ou coisa parecida, onde em certo momento eu havia olhado as horas e elas estavam lá, provando que tudo passava de ser realidade. Sempre tive esse costume de olhar o tempo para poder me situar em que mundo estou naquele momento. O interessante é que depois de filosofar sobre Deus, Natureza, Amizade, Namoro e outras coisas mais, além de prestar atenção no que estava acontecendo a minha volta, mesmo de olhos fechados, pude perceber que se passaram exatamente, Quatro Minutos, eu acho. Exatamente como um dos diálogos do filme exemplifica.

No meio de tantas coisas que só consigo lembrar em flashs desde que acordei, a parte assustadora é que sei que passei a noite em claro até as Quatro da matina, porém meu corpo encontra-se descansado como se eu tivesse perdido apenas duas horas do meu sono. Entre o embrião disso tudo, apavorei-me quando não pude distinguir o que era real, do que era surreal.

O que mais gosto sempre, é que quando volto, percebo que existe uma vida, e não bem o motivo, nem para quê ela serve, o que importa é que estou nela e faço parte de outros tantos que às vezes tem essa mesma sensação em sonhos ou em pensamentos tidos como insanos.

Acredito que toda vez que isso me acontece é como se eu tivesse perfeita consciência que ali não está mais meu corpo e sim meu espírito, pedaço de uma universo inteligente e síncrono e que este espírito sabe muito mais coisa do que consigo imaginar.

17.10.03

Calçadão

Seu bêbado
Meu pobre amigo
Também sinto pena de ti
Assim como eu
Tão triste e só
Hoje tu tens a mim
Não sei do teu caso
Mas no teu rosto...
Palavras mudas e sem tradução
Nossos cabelos grisalhos
Quase que eu te conheci
Olha bem pra mim
Encurralado na lama do teu eu
Não adianta fugir
Nem fingir pra nós mesmos
Ou chorar, hoje não
Confesso-me minha fraqueza
Seu grandíssimo idiota
Meu nobre inimigo
Forçando uma saída
Entre nossas rugas
Espero que um dia
Seu ninguém
Entendas que não somos ninguém
E nem nos peça explicação

16.10.03

sente, se distancia, permanece.

Sentia sua pele cair, desgrudar do corpo, da carne. Des-carnear. Sentia o vento gélido dos sentimentos na nuca. Seus olhos pareciam estar a ponto de fusão. Estava no fogo, mas sentia o frio. Viajava para outro lugar, mais distante. Infelizmente, não havia agasalho para o frio que sentia. Infelizmente, não havia como apagar o fogo que via. A alma lhe escorria, entre os dedos. E a única percepção de estar vivo, era o pigarro, trazido a tona pelo cigarro fumado, na noite passada.

Tá tudo tão estranho por aqui... ..... ..... ...aqui ó, aqui ó.

Na Caixa de Entrada...

> > > " De que adianta ser rico e usar roupas caras e de marca se o melhor da
> > vida
> > > a gente faz pelado ???"

Na Caixa de Entrada...

> > Reinvidicação das mulheres ...
> >
> > >> Estavam todas as mulheres em uma reunião com São Pedro.
> > >>
> > >> "Queremos fazer 3 reclamações e esperamos ser atendidas".
> > >>
> > >> São Pedro pega um lápis e um papel......
> > >>
> > >> "Podem falar!"
> > >>
> > >> "Primeiro: queremos menstruar a cada seis meses em vez de todo mês."
> > >>
> > >> São Pedro anota o primeiro pedido.
> > >>
> > >> "Segundo: queremos ficar grávidas só por 3 meses porque 9 meses é muita
> > >>
> > >> coisa!"
> > >>
> > >> São Pedro anota o segundo pedido e fala:
> > >>
> > >> "E qual e o terceiro?"
> > >>
> > >>"Queremos que o pênis do homem seja mais bonito porque realmente é
> > >>horrível!!!"
> > >>
> > >>São Pedro anota tudo e fala para se reunirem em 1 mês para dar as
> > >>respostas de Deus.
> > >>
> > >> Um mês depois todos voltam a se reunir.
> > >>
> > >> São Pedro começa o discurso:
> > >>
> > >> "O pedido n.o 1 foi aceito parcialmente, vocês vão menstruar a cada 4
> > >>meses, pq o pedido de seis meses e muito longo e isso alteraria o
>objetivo
> > >>da
> > >>Criação..."
> > >>
> > >>
> > >> "O pedido n.o 2 também foi aceito só parcialmente. A gravidez será de 6
> > >>meses porque 3 meses é muito pouco. Isso alteraria o objetivo da
> > >>Criação..."
> > >>
> > >>
> > >> "Já o terceiro pedido foi negado totalmente por Deus."
> > >>
> > >> As mulheres começaram a berrar e reclamar:
> > >>
> > >> "Por que, Senhor?"
> > >>
> > >> São Pedro responde:
> > >>
> > >> "Porque se feio, peludo e desajeitado vocês chupam, lambem, alisam e
> > >>sentam em cima, se fosse bonito vocês iriam comer! E isso
>definitivamente
> > >>alteraria os objetivos da Criação."

15.10.03

Fantasias de roda, folia de terra
chá pra acalmar a fera
amarga no céu, amarga na boca
estremece, amolece, esconde maloca
Marca o chão, deixa rastro de poeira
sente a dor, alivia na cabeceira
endurece, enrijece, cai
sem eira nem beira

Rastreia o chão, levanta poeira
mais tarde adormece, desce a madeira

Fantasias de roda
Fua de Alegria
Folia de terra
Choro de reis

Agora ja cai, escurece
Lua, aparece, noite, enriquece
Continua, a andar, cai de braços
levantados, sobre o vitral...

Fantasias de roda
Fua de Alegria
Folia de terra
Choro de reis


de Frances Coproun
para Divine

Fracasso, sucesso
Meros devaneios de ilusão.

14.10.03

SHUTDOWN NOW, THIS MACHINE WAS LIVING!

AND NOW?

AND NOW?

AND NOW?

U KNOW?

U KNOW?

then, it says!

Tenho fome de ar
Percebo gosto de mar
Sinto cheiro de alma
Tenho falta..

Caminhos passados
espaços vazios
tenho fome ar
tenho sede de alma


13.10.03

Na Caixa de E-Mails:

ORGASMOS TRIFÁSICOS

> > >Millôr Fernandes.
> > >
> > >Orgasmo feminino é coisa da qual as mulheres
entendem muito pouco e os
> > >homens, muito menos. Pelo fato de ser uma reação
endócrina que se dá
sem
> > >expelir nada, não apresenta nenhuma prova evidente
de que aconteceu ou
se
> > >foi simulado.
> > >
> > >Orgasmo masculino não! É aquela coisa que todo mundo
vê. Deixa o maior
> > >flagrante por onde passa. Diante desse mistério, as
investigações
> continuam
> > >e muitas pesquisas são feitas e centenas de livros
escritos para
> esclarecer
> > >este gostoso e excitante assunto.
> > >
> > >Acompanho de perto, aliás, juntinho, este latejante
tema. Vi, outro
dia,
> no
> > >programa do Jô Soares, uma sexóloga sergipana dando
uma entrevista
sobre
> > >orgasmo feminino. A mulher, que mais parecia a
gerente comercial da
> Walita,
> > >falava do corpo como quem apresenta o desempenho de
uma nova cafeteira
> > >doméstica.
> > >
> > >Apresentou uma pesquisa que foi feita nos Estados
Unidos para medir a
> > >descarga elétrica emitida pela "Periquita" na hora
do orgasmo, e chegou
à
> > >incrível conclusão de que, na hora "H",
a "perseguida" dispara uma
> descarga
> > >de 250.000 microvolts.
> > >
> > >Ou seja, cinco "pererecas" juntas ligadas na hora
do "aimeudeus!"
seriam
> > >suficientes para acender uma lâmpada. Uma dúzia,
então, é capaz de dar
> > >partida num Fusca com a bateria arriada.
> > >
> > >Uma amiga me contou que está treinando para carregar
a bateria do
> telefone
> > >celular. Disse que..., tcham, carregou. É preciso
ter cuidado porque
isso
> > >não é mais "xibiu", é torradeira elétrica! E se! der
um curto circuito
na
> > >hora de "virar o zoinho", além de vesgo, a gente sai
com mal de
Parkinson
> e
> > >com a lingüicinha torrada.
> > >
> > >Pensei: camisinha agora é pouco, tem de mandar
encapar na Pirelli ou
> > >enrolar com fita isolante. E na hora "H", não tire o
tênis nem pise no
> chão
> > >molhado... Pode ser pior!
> > >
> > >É recomendável, meu amigo, na hora que você for
molhar o seu "biscoito"
> lá
> > >na canequinha de sua namorada, perguntar: é 110 ou
220 volts? Se não,
meu
> > >xará, depois do que essa moça falou lá no Jô, pode
dar "ovo frito no
café
> > >da manhã."
> > >
> > >Moral da história: Como é que não pensaram nisso
antes, ameaçando
multas
> e
> > >cortes de energia? Esse país não melhora por
absoluta falta de
> > >criatividade... São as mulheres, a solução contra o
apagão!

Eu sou eu mesmo.
E você, quem és mesmo?

Ah, então somos a mesma merda.

PsicoNotes

Rosana: eu nao acredito q vc nao vai ta aki no meu casamento
sync: :(
Rosana: sacanagem
sync: triste neh?
Rosana: a pessoa cria um amigo durante anos
Rosana: faz arroz
Rosana: reclama briga xora
Rosana: e ele faz isso
Rosana: tsc tsc
Rosana: lamentavel


afff

11.10.03

Tola Vida.


ouvindo 07-cachorro_grande-cleptomaniaca_de_coracoes-100real.mp3

10.10.03

Sobre Nós Dois

Preciso muito lhe falar
Seu carinho e sinceridade
E não consigo retornar
As maravilhosas surpresas
E sempre lhe deixo a esperar
Os cartões apaixonados
E lhe faço chorar
Não sou assim tão má
Sei que qualquer momento
Pode ser perto do último
Melhor que pares com isso
Não seja assim tão perfeito
Nisso que fazes melhor
Não consigo te acompanhar
Muito menos te perder

9.10.03

É foda mesmo. Trabalhar com incompetentes é o que dá, eles fazem a merda, e tú tem que buscar paliativos (trabalhar pra caralho) para "corrigir" o erro, empurrando com a barriga. Até o dia que o chefe reclamar, daí eles vão, saem do comodismo e consertam. Daí voltam pra mesma posição comoda, eis que reinicia o ciclo.

Amanhã desligarei os telefones, todo o estado de Alagoas ligando pra cá pro meu ramal, atras de mim, pq já espalharam q eu descobri como consertar o erro. Até o meu telefonico molecular particular eles descobriram. FILHOS DA PUTA SERVIDORES PUBLICOS.

ONDE FICA O REWIND???????

8.10.03

Em alguns momentos você (é você, qualquer um, eu, nós, vós, eles) quer escrever alguma coisa, mas não tem tema, nem fatos, ou seja, não existe o que podemos chamar de existencail. Sei lá, então vai, saindo como se fosse da guela...

O que o palco representa pra mim? Porra, quase tudo, estar em cima de um palco e poder mostrar-se como espírito, é tudo (ou melhor, quase tudo).

Ah, foda-se, não quero falar sobre isso.

Então vai (de novo, sem muito entusisamo, como se de olhos bem fechados)...

Meu eu...
Minha namorada, contas a pagar, preciso de um celular novo, o Gordo tá indo embora (merda), não consegui marcar ensaio, cultura (onde está aquela vontade de pesquisar meu conterrâneos?), fome (muita), cigarros (derby)...

De novo (pê da vida pela falta de inspiração)...

O pulso de todos os nossos eus
Quase que tatuado no umbigo da imortalidade
Acordo assustado
Mãos presas nas próprias mãos
Quando percebi
Meu corpo havia saído de minha alma
Como volitando de um sonho
Mas perto do sonambulismo
Paradoxo Antônimo
Senti todo ambiente
Conciente de estar na cama

"O mundo girando e a gente parado, meu bem me dê a mão, que eu vou te levar, sem carro e sem medo pro guarda multar

Não pare na Pista..."

Como diria o Finado Gutemberg...
"Etâ vida lôca massa da porra..."

"Vida louca massa
Louca vida massa
Essa é pra você negão"

NAO BASTA SER FOTOLOG!! TEM QUER SER FOTODOG!

[16:25] *** Now talking in #porradarock
[16:25] *** Topic is 'Sexo, drogas & ROCKNROLL e show gratis no P7 esse sabado com muito rocknroll e o melhor 100% sem brigas... c/ as bandas: almas de borracha, caleidoscopio, wado, poker, barbas de gato'
[16:25] *** Set by bLaCkWinD on Tue Oct 07 16:42:11

O problema não são os motivos em sua essência. E sim toda a imagem difusa que os protege e enfeita. Talvez o problema sejamos nós. Todos.

FIXING A HOLE.

7.10.03

A BUSCA DA FECALIDADE

Onde cheira a merda
cheira a ser.
homem podia muito bem não cagar,
não abrir a bolsa anal
mas preferiu cagar
assim como preferiu viver
em vez de aceitar viver morto.

Pois para não fazer cocô
teria que consentir em
não ser,
mas ele não foi capaz de se decidir a perder o ser,
ou seja, a morrer vivo.

Existe no ser
algo particularmente tentador para o homem
algo que vem a ser justamente


Antonin Artaud

GRRRR

Nota-se como é engraçado o consumismo? O poder do marketing/propaganda, é algo as vezes fora do comum (não falo apenas do marketing/propaganda que são veiculados pela mídia). Eles dominam tua mente, decerto o subconsciente, que nós mesmo criamos motivos sólidos e ao mesmo, irreais, para que possamos adquirir o tal bem material. Compramos. E depois esquecemos, e todos os "bons motivos" de antes, já não mais existem.

Eis o grande fator do consumismo. O ser necessita de motivos, para seguir, não consegue apenas seguir. Sempre arrumamos motivos, mesmo que os mais tolos. O consumismo, é apenas o aproveitamento do capitalismo sobre esse mal do ser. Porque agora, além de motivos espirituais, somos bombardeados por N motivos materiais.

Estamos em busca, mas em busca do que? Que se fodam todos. Não precisamos buscar nada, se há de acontecer algo coisa, há de acontecer. Certo, que escolhemos caminhos, motivados pela busca de algo, mas e? Escolhemos, e nada acontece, grande merda. No sucesso, ou na frustração, não tem diferença, estaremos seguindo.
Não adianta tentarmos tomar controle dos rumos. Temos que aprender a viver, sem motivos, apenas viver. Deixar ser, a carruagem, vai sozinha.

Anseios e motivos, são nossas derrotas, nossas vitórias, nossas ruínas, nossas escolhas.

sync...agora em busca da vida sem motivos...

Vou me levar, embrulhado em papel jornal, para outra margem.

Somos inimigos de nós mesmos. Sente, em frente ao espelho, e olhe nos olhos do inimigo. Quem o conhece melhor do que você mesmo?

AnteSala


estou entre os espelhos
perdido nos multiplos reflexos
na variação das imagens
em sua simplicidade, distorção

as particulas se movimentam
rapidamente
se chocam, hO! hO! eis o caos
a forma mais pura da existência

é o fim do começo
e o começo do fim

perco o controle da visão
já não sei o que é real
entre tantas reflexões,
refrações, distorções

não me vejo, há apenas imagem
e os cacos são futuro
e o caos é o começo

6.10.03

Na Caixa de Entrada...

>Raul propôs casamento a sua noiva Joana.
>> >>Antes de aceitar, ela pensou que seria prudente confessar ao seu
>>noivo:
>> >>- Devido a um pequeno problema de infância eu tenho os seios do
>>tamanho
>> >>dos
>> >>de uma menina de 10 anos de idade.
>> >>Ao confessar-lhe o seu segredo, ele simplesmente disse que não
>>tinha
>> >>nenhum
>> >>problema, pois o amor que ele sentia por ela era tão grande que
>> >>este pequeno detalhe não seria um grande problema.
>> >>Mas, já que estavam no tema das confissões, ele pensou que seria
>>prudente
>> >>também confessar-lhe um pequeno problema que ele tinha guardado
>>por muitos
>> >>anos. Olhou-a bem no fundo dos olhos e disse:
>> >>- Joana, também tenho que te fazer uma confissão:
>> >>- Eu tenho um pênis do tamanho de um recém-nascido, e espero que
>>isso não
>> >>seja nenhum problema!
>> >>Ela prontamente respondeu que isso tampouco seria um problema,
>>pois ela o
>> >>amava tanto que os dois encontrariam uma forma de dar a volta
>>por cima.
>> >>Casaram-se.
>> >>E assim que chegaram ao local para a lua-de-mel,começaram com os
>>amassos,
>> >>e
>> >>quando ela meteu sua mão por dentro da cueca, soltou um grito
>>ensurdecedor
>> >>e
>> >>saiu correndo para fora do quarto.
>> >>Depois que Raul a alcançou perguntou o que a havia assustado
>>tanto.
>> >>E ela respondeu:
>> >>- Você mentiu para mim, me disse que tinha um pênis do tamanho
>>de um
>> >>recém-nascido !
>> >>Ele disse:
>> >>- Não menti não!
>> >>Eu tenho um pênis do tamanho de um recém-nascido!
>> >>Pesa 3Kg e tem 45 cm de comprimento...

Coletivo, espelho convexo do individuo...assim...individuo, espelho concavo do coletivo.

Ladrilhando pelas beiradas...

3.10.03

A Vingança de Messias contra o Muro das Lamentações Paralelas

E será que tudo não passara de mera ilusão?
Todas aquelas nuvens
E sonhos sortidos com coberturas de chocolate?
Tudo o que havia de mais lindo
Como os doces dos lábios colados em chama?
As partidas de futebol ao pé da cama
Os pães quentinhas de todas as manhãs
E os boa noites cheios de paixão e ternura?

Agora pela floresta negra do ar pálido
Gozo do desejo infantil de ser limpidamente enterno
Falho nas inúteis tentativas em frente ao espelho
Que antes refletia toda a insensatez
Do que um dia rogaria apenas
Sete vagosos anos de má sorte

Não fosse a foice do destino a golpear tão forte
E mais que isso
Sua incrível capacidade de surpreender
Como um verdadeiro remédio
Para aquele soluço que chega até a ser doentio
Onde corre o risco de se internar dentro de sim mesmo
Escrevendo logo a beira da maçaneta lateral
Jaz aqui um lobisomem fatalmente louco

Que se deixem devorar uns aos outros
Eis que os fatos mais detalhistas
Ou a eficiência de desvendar os pormenores
Eis que quanto mais intrigante
Mais único
Simplesmente mais fácil

Sr. Tatu

Não esqueça da minha caloi....ôôôôô, dos meus filmes. Já que agora tenho uma maquina rapida o suficiente para passar o fim de semana assistindo todo o resto dos filmes q não assisti.

Estão todos convidados a esta jornada.

Ingresso: sorriso no rosto, bico fechado, e celular desligado.

2.10.03

"Água do mar nos olhos, o carnaval dos espíritos"

Não sei se alguém por aqui acredita, nem sei se me importo com isso também, mas vocês sabem o que é o verdadeiro carnaval dos espíritos???

Lembro apenas de ser tomado pelo susto e aquilo fervendo em minhas veias, mas quase não entendi nada do que estava acontecendo, na verdade, nem lembro se aquilo tudo realmente estava acontecendo. Sendo o mais sincero possível, rezo para que nada daquilo tenha acontecido. Foi bastante estranho, pude sentir meu corpo desgrudando de minha alma e sempre achei que seria o contrário.

1.10.03

Pô, cataram os meus filmes, depois some, e não dá sinal de vida. TÁ QUERENDO SEGURAR É PORRA?? :)

Tudo não passa de uma... vertigem, acho.

Não tens tudo o que queres, mas queres tudo o que tens...